Pneumocistose associada à infecção pelo vírus da imunodeficiência humana na cidade do Rio de Janeiro, Brasil

Paula Alessandra de Souza Mantilla Giehl, Fabiano Guerra Sanches, Paulo César Ribeiro, Raimundo Wilson de Carvalho, Nicolau Maués Serra-Freire, Antonio Neres Neres Norberg

Texto completo:

HTML

Resumen

Objetivo: investigou a prevalência de pneumopatia causada por Pneumocystis jirovecii em pacientes com o Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV). Os pacientes pesquisados foram aqueles tratados em clínicas de pneumologia de alguns hospitais da cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, Brasil.
Métodos:
entre janeiro de 2009 e julho de 2010 foram examinadas 230 amostras de enxague brônquio alveolar obtidos de pacientes de ambos os sexos na faixa etária entre 14 e 41 anos. Os lavados obtidos foram corados pelo método de Giemsa e analisados por microscopia óptica.
Resultados:
A prevalência geral da infecção por P. jirovecii foi de 23,5 % (54 infectados de 230 amostras analisadas), sendo 22,3 % no sexo masculino (32 infectados de 142 examinados) e 25,6 % no feminino (21 mulheres infectadas de 82 examinadas), não demonstrando diferença significativa entre os gêneros (x2= 0.05, p> 0.05). A correlação entre a infecção e a faixa etária indicou que a infecção aumenta conforme o aumento da idade, porém de forma insignificante (rs= 0,78; p> 0,05). Esse aumento ocorre de tal forma que a prevalência nos grupos etários entre 26 e 41 anos representaram individualmente mais que o dobro da observada entre os pacientes mais jovens entre 15 e 25 anos.
Conclusão:
os pacientes com SIDA têm grande propensão a desenvolver pneumonia por Pneumocystis jirovecii, com risco especial de colapso respiratório.

Palabras clave

Pneumocystis jirovecii; pneumocistose; imunodeficiência; HIV

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Copyright (c)